Nova linha de metrô pretende reduzir tráfego para Olimpíada

Com 27,6 quilômetros e 23 estações, Linha 5 vai do norte ao sul da capital chinesa e ainda percorre o centro

Efe,

07 de outubro de 2007 | 06h44

Pequim tem a partir deste domingo uma nova e moderna linha de metrô, com a qual busca o difícil objetivo de descongestionar suas estradas e reduzir a poluição até os Jogos Olímpicos de 2008. Em seus 27,6 quilômetros e 23 estações, a Linha 5 vai do norte ao sul da capital chinesa e percorre ainda o centro da cidade, segundo a agência estatal Xinhua. A construção da nova linha, que se une às quatro existentes até agora com 114 quilômetros no total, começou em dezembro de 2002 e custou US$ 1,6 bilhão - cerca de R$ 2,9 bilhões. Graças a sua rede de comunicação sem cabo, os aparelhos de televisão instalados em cada vagão poderão entreter os passageiros, que também não sofrerão com a falta de sinal de seus telefones celulares. A nova linha começou a funcionar no mesmo dia em que os preços dos bilhetes de metrô caíram de 3 para 2 iuanes (de R$ 0,70 para R$ 0,50), também a fim de estimular o transporte público e limpar o ambiente para os Jogos Olímpicos. Antes das Olimpíadas de Pequim, está prevista a inauguração de outras três linhas, uma delas com um ramal que levará os viajantes ao local onde estão os principais estádios e a Vila Olímpica.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.