'Nunca mais volto para a China', afirma Fabiana Murer

Brasileira critica organizadores dos Jogos Olímpicos e diz que sumiço de vara atrapalhou seu desempenho

Redação,

18 de agosto de 2008 | 10h33

A brasileira Fabiana Murer ficou revoltada nesta segunda-feira após uma de suas varas desaparecer no Estádio Ninho do Pássaro, em Pequim. O episódio inusitado aconteceu justamente durante a decisão da prova do salto com vara, em que a ela não conseguiu nenhuma medalha.Veja também: Fabiana Murer reclama de sumiço do equipamento em Pequim A campanha brasileira na Olimpíada de Pequim"Minha revolta é com a organização, na verdade foi muita desorganização. Eu nunca mais volto para a China", desabafou, em entrevista à TV Globo.De acordo com a atleta do Brasil, o fato de a vara ter sumido atrapalhou seu desempenho. O recorde pessoal dela é de 4,80 metros, mas ela não conseguiu ultrapassar o sarrafo que estava a 4,65m, após três tentativas."Eles atrapalharam a minha competição. Mesmo assim tentei fazer o meu melhor, só que infelizmente não deu certo", lamentou a brasileira, que não teve a sua vara encontrada no estádio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.