Ordem de desfile de abertura poderá seguir caracteres chineses

Se a medida realmente for tomada, a Austrália será a penúltima a entrar no Estádio; Comitê ainda não confirma

Ansa

29 de julho de 2008 | 09h31

Em vez do alfabeto latino ocidental, o desfile das delegações participantes das Olimpíadas de Pequim poderá seguir a ordem dos caracteres chineses em que são traduzidos os nomes dos países, revelou nesta terça-feira o presidente do Comitê Olímpico Australiano, John Coates. Se a medida realmente for tomada, a Austrália deixará de desfilar entre os primeiros e poderá entrar na cerimônia de abertura na penúltima posição. O que determinaria as posições, explicou Coates, seria o número de traços que compõem o primeiro caractere chinês do nome do país, que para a Austrália são 15. "Para nós não é um problema desfilar nas primeiras ou nas últimas posições, apesar de nossos torcedores terem de ficar de pé até mais tarde para ver nossa equipe desfilar", declarou Coates. O Comitê Organizador das Olimpíadas de Pequim (Bocog) não confirmou a notícia, declarando que a ordem oficial será divulgada apenas em 6 de agosto. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.