Charly Triballeau / AFP
Charly Triballeau / AFP

Organização dos Jogos de Tóquio pede que público não vá às ruas durante maratona e marcha atlética

Provas serão realizadas na cidade de Sapporo, distante 800 quilômetros ao norte da capital japonesa

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de julho de 2021 | 08h15

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 e as autoridades japonesas pediram nesta terça-feira que as pessoas evitem ir às ruas para assistir ao vivo às provas da maratona e da marcha atlética, devido ao elevado risco de infecção com o novo coronavírus.

A maratona, umas das mais emblemáticas provas olímpicas, e as competições de marcha atlética de Tóquio-2020 serão realizadas na cidade de Sapporo, distante 800 quilômetros ao norte da capital japonesa, onde se disputarão a maioria dos eventos esportivos, entre 23 de julho e 8 de agosto.

"Levando em consideração a atual situação da covid-19 será necessário reduzir o risco de infecções e limitar os deslocamentos do público", afirma um comunicado conjunto divulgado pelo Comitê Organizador e pelas autoridades de Sapporo e do departamento de Hokkaido. "Isto tem como consequência o pedido para que a população se abstenha de acompanhar as provas nas margens das estradas em Sapporo."

Em março, as autoridades japonesas proibiram a presença de espectadores provenientes do exterior para assistirem aos Jogos Olímpicos e novas medidas restritivas da presença de público podem ser anunciadas ainda durante esta semana.

O Japão passou por uma crise sanitária menos grave do que muitos outros países afetados pela pandemia da covid-19, mas demorou a iniciar uma campanha de vacinação, sendo que as infecções pelo novo coronavírus continuam em alta na região de Tóquio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.