Sophie Kip/AFP
Sophie Kip/AFP

Olimpíada de Tóquio cria comissão para eleger novo logotipo

Desenho original foi descartado após acusações de plágio

Estadão Conteúdo

16 de setembro de 2015 | 09h16

Os organizadores da Olimpíada de 2020 criaram nesta quarta-feira uma comissão para iniciar a seleção de um novo emblema para os Jogos de Tóquio, após o desenho original ser descartado após acusações de plágio.

Ryohei Miyata, o presidente da Universidade de Artes de Tóquio, vai chefiar o grupo preliminar, que escolherá os membros do Comitê de Seleção do Emblema Tóquio-2020 e também conta com a ex-tenista Ai Sugiyama. O novo comitê examinará questões que envolvem a desistência do emblema anterior, e formulará uma política para a escolha de um novo.

"Para garantir o sucesso dos Jogos de Tóquio-2020, é essencial que nós engajemos ativamente tantas pessoas quanto possível", disse Miyata. "Nós vamos realizar os nossos maiores esforços para selecionar emblemas que façam a população do Japão se orgulhar, e que vão inspirar entusiasmo e paixão em todo o país".

O emblema inicial sofreu forte questionamento por sua semelhança com o logotipo de um teatro na Bélgica. O designer do emblema, Kenjiro Sano, defendeu o seu trabalho, mas se ofereceu para retirar o logotipo quando surgiram acusações de que ele teria copiado materiais de outros projetos. Os organizadores dos Jogos de Tóquio ainda descartaram o logotipo da Paralimpíada, que também foi desenhado por Sano.

Tudo o que sabemos sobre:
Olimpíada de 2020logotipocomissão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.