Marcos Arcoverde/Estadão
Marcos Arcoverde/Estadão

Paes diz que Rio tem de aproveitar chance de ser 'centro do mundo'

Prefeito, porém, admite que Jogos Olímpicos não farão pessoas 'esquecerem problemas'

Antonio Pita, do Rio, Estadão Conteúdo

29 de julho de 2016 | 13h42

A uma semana da abertura da Olimpíada do Rio de Janeiro, o prefeito Eduardo Paes afirmou nesta sexta-feira que é "hora de deixar o baixo astral de lado" para aproveitar as oportunidades que a cidade terá nas próximas três semanas quando será o "centro do mundo". O prefeito ressaltou que os Jogos não farão as pessoas "esquecerem os problemas", mas que os cariocas já sentem "legado intangível". Para Paes, as falhas na Vila Olímpica estão "superadas".

"Chegou a hora de jogar o baixo astral pro lado. Não estou dizendo para as pessoas esquecerem os problemas, os desafios e ninguém se enganar", afirmou o prefeito, em rápida entrevista após evento no Museu do Amanhã, um dos empreendimentos de propriedade da prefeitura erguido em função dos Jogos.

"É o momento de perceber a incrível oportunidade para o Rio. As que já foram geradas até agora, e essa incrível oportunidade que é nas próximas três semanas, ser o centro do mundo", completou Paes, exaltando a oportunidade de levantar a "autoestima" da população, em um momento "que não é dos melhores" para o País.

Durante a palestra, Paes não aliviou a fotografia da cidade, classificada como "cheia de problemas e conflitos". "Mas a cidade avançou e tem que olhar para a frente. Se não levantarmos nossa estima pela cidade, outros não farão. Temos muito orgulho de ser carioca e brasileiro e por tudo aquilo que representamos", completou.

Paes ressaltou que a cidade e os cariocas já sentem um "legado intangível" com o evento, como a ocupação do Centro, como a Praça Mauá, pelos cariocas, após as intervenções urbanas. "Isso que nós, que podemos viajar, adoramos fazer na Europa, passear pelo centro da cidade, agora fazemos aqui", indicou.

Para o prefeito, os problemas na Vila Olímpica estão "superados". "Que sirva de lição, para olhar e checar. Problemas podem acontecer em evento dessa dimensão, o importante é a nossa capacidade de superar os problemas e corrigir erros que possam aparecer", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.