Renato Sette/Divulgação
Renato Sette/Divulgação

Paes ironiza ação de construtora do Centro de Tênis da Olimpíada

'Quem não tem problema apresentaria defesa', diz prefeito

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

15 de janeiro de 2016 | 13h53

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, ironizou nesta sexta-feira a ação movida pela construtora Ibeg contra o município devido ao rompimento de contrato da construção do Centro de Tênis, no Parque Olímpico. Segundo o prefeito, "quem não tem problema nenhum apresentaria defesa". A empreiteira também entrou na Justiça para garantir a continuidade nas obras do Centro de Hipismo, no Complexo de Deodoro, que estaria com o cronograma atrasado.

A Ibeg é a líder do consórcio que conta ainda com as construtoras Tangran e Damiani e foi responsável pela construção do Centro de Tênis - está 95% concluída. Em dificuldade financeira, a empresa demitiu funcionários que construíram a arena, em dezembro, e não pagou as rescisões. A construtora alega que não recebeu todos os repasses da prefeitura, que garante estar em dia. Na quinta-feira, a prefeitura rompeu o contrato, o que fez a empreiteira entrar na Justiça.

Sobre isso, o prefeito Eduardo Paes disse estar tranquilo e ainda aproveitou para fazer ironia. "Estamos aguardando a posição deles. Tinha uma defesa que eles deveriam apresentar ontem (quinta-feira), mas preferiram entrar com uma ação na Justiça. Quem não tem problema nenhum apresentaria a defesa e justificaria que estava em dia, que as coisas estavam encaminhando bem", disse, logo após a cerimônia de entrega da Arena Carioca 1, sede do basquete nos Jogos. Mais cedo, Paes declarara que "aqui a gente não dá moleza pra empreiteira que faz chantagem".

O prefeito assegurou que o rompimento do contrato antes do fim da obra não deverá gerar qualquer atraso. "Tênis, nossa preocupação é nenhuma, está praticamente pronta. O que falta são as arquibancadas provisórias."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.