Para ex-técnico da Argentina, Messi 'não tem que opinar'

Jogador foi envolvido em uma polêmica se deve ou não ir para os Jogos Olímpicos; Barcelona não quer

Ansa

29 de julho de 2008 | 13h43

O ex-técnico da seleção argentina Carlos Bilardo disse nesta terça-feira, que "a Fifa tem que decidir" se Lionel Messi deve ir aos Jogos Olímpicos de Pequim e "o jogador não tem que opinar". "O jogador não pode opinar porque é centro da situação e pode pegar mal, porque se quer jogar nas Olimpíadas, os dirigentes do Barcelona o censuram e, se quer ficar, a Argentina fica com raiva", afirmou Bilardo após uma reunião com o presidente do Real Madrid, Ramón Calderón. O secretário de Esportes da Província de Buenos Aires, disse que "é melhor não dizer nada, como faz Messi. A Fifa tem que dizer sim ou não e o clube tem que acatar". Bilardo fez as declarações em meio a uma disputa entre o Barcelona e a seleção argentina para que Messi participe dos Jogos de Pequim e um dia depois do ex-jogador Diego Maradona ter dito que "não se pode trair o uniforme argentino", em uma velada mensagem ao jovem jogador. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.