Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Paris e Los Angeles querem escolha simultânea das sedes olímpicas de 2024 e 2028

Presidente da entidade, o alemão Thomas Bach não vê ideia com bons olhos

Estadao Conteudo

04 de abril de 2017 | 18h02

Representantes de Paris e Los Angeles, as duas cidades que disputam a sede dos Jogos Olímpicos de 2024, se encontraram, nesta terça-feira, em um evento com 20 membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) para falar sobre a possibilidade de definir também quem abrigará a Olimpíada de 2028. O presidente da entidade, o alemão Thomas Bach, já aventou várias vezes a hipótese de conceder os direitos para as duas edições olímpicas simultaneamente.

"Nós acreditamos que a conversa sobre 2024 e 2028 faz muito sentido. E temos a sorte que o COI tem duas grandes cidades como candidatas", disse o presidente da Comissão de Los Angeles, Casey Wasserman, antes da audiência, ocorrida durante uma conferência anual de funcionários olímpicos em Aarhus, na Dinamarca.

O prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, exaltando as boas relações com a colega parisiense, Anne Hidalgo, disse a repórteres que as cidades poderiam começar como "amigas, não competidoras", se o COI abrir formalmente o processo de candidatura também para 2028. Los Angeles se oferece para deixar Paris ser a anfitriã dos Jogos de 2024, pois a data vai coincidir o centenário da única Olimpíada sediada pelos franceses.

Mas a prefeita de Paris, trocando o francês pelo inglês para ter certeza que os norte-americanos entenderiam o recado, disse que "os Jogos Olímpicos são mais do que um ramo do mundo do espetáculo". Anne Hidalgo fez alusão ao dinheiro das grandes companhias de cinema de Hollywood.

O presidente da Comissão de Los Angeles, Casey Wasserman, rebateu. "Nossa proposta não é um projeto do governo com todos os riscos e incertezas que implica", comparando o financiamento privado do projeto dos Estados Unidos com a necessidade de dinheiro público para garantir os três milhões de euros (cerca de R$ 10 milhões) previstos para as obras de infraestrutura e instalações.

"Nós temos duas excelentes propostas que estão acolhendo a agenda olímpica de 2020 para fazer uso de muitas instalações existentes, que possuem um projeto sustentável e poucos investimentos em comparação com infraestrutura das propostas anteriores", disse Thomas Bach, elogiando os projetos francês e norte-americano.

Os membros do Comitê Olímpico Internacional devem ser reunir nos próximos dias 11 e 12 de julho para apreciar as análises dos planos técnicos detalhados de Paris e Los Angeles. A decisão sobre a sede da Olimpíada de 2024 está prevista para ocorrer na sessão anual do COI no próximo dia 13 de setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Olímpicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.