Parlamentar envia a Sarkozy lista com presos políticos da China

Líder do Partido Verde Europeu não aceitou a decisão do francês de ir à cerimônia de abertura das Olimpíadas

Ansa

18 de julho de 2008 | 17h31

Daniel Cohn-Bendit, líder do Partido Verde no Parlamento Europeu, enviou nesta sexta-feira, uma lista com os nomes de sete presos políticos na China ao presidente francês, Nicolas Sarkozy, e a seu chanceler, Bernard Kouchner, em resposta a um pedido do mandatário francês. Bendit havia criticado Sarkozy pela decisão de participar da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, alegando que seria um demonstração de apoio a um país sem liberdade política.  O presidente francês, por sua vez, pediu ao parlamentar que lhe fizesse uma lista com nomes de presos políticos para que pudesse interceder por eles na China. O líder verde recordou também que o Parlamento Europeu já solicitou a liberação dos sete detidos em questão por meio de numerosas resoluções. Segundo Bendit, esses sete cidadãos "representam distintos setores da sociedade civil e defendem os direitos e a liberdade" na China. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.