Passagem da tocha termina com quatro feridos no Japão

Polícia local detém três manifestantes pró-tibetanos que exacerbaram em seus respectivos protestos

EFE

26 de abril de 2008 | 02h11

A tocha olímpica foi recebida por mais de mil manifestantes pró-tibetanos e pró-chineses no ponto final de seu percurso por Nagano, norte do Japão, que deixou como saldo três detidos e quatro pessoas levemente feridas. Veja também: O trajeto completo do revezamento da tocha pelo mundoSegundo a agência de notícias Kyodo, o símbolo olímpico, que foi protegido por mais de três mil agentes policiais, chegou sem maiores contratempos ao parque de Watasako, em Nagano, onde foi recebido por mais de mil manifestantes contra e a favor da China. O itinerário da tocha olímpica foi de 18,7 quilômetros, percorridos em aproximadamente quatro horas.   Um homem de traços asiáticos que carregava uma bandeira do Tibete foi detido após tentar interromper o revezamento quando a tocha estava com a jogadora japonesa de tênis de mesa Ai Fukuhara, segundo as autoridades policiais.   A Polícia deteve ainda um japonês que tentou atrapalhar a passagem da tocha nas proximidades da estação de trem de Nagano e outro indivíduo que atirou dois ovos em um dos participantes do revezamento.   O desfile começou às 8h30 (20h30 de sexta-feira de Brasília) em um terreno municipal de Nagano, localidade japonesa que recebeu os Jogos Olímpicos de Inverno em 1998.   Por causa da passagem da tocha por Nagano, um grupo de ativistas pró-tibetanos organizou na manhã de hoje uma cerimônia no templo budista de Zenkoji em memória às vítimas das revoltas de março no Tibete.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.