Pelas mulheres, Maurren levará bandeira no encerramento

Segundo Carlos Arthur Nuzman, presidente do COB, foi para homenagear a primeira mulher a ganhar um ouro

EFE

23 de agosto de 2008 | 08h17

O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, disse que a escolha de Maurren Higa Maggi como porta-bandeira na cerimônia de encerramento dos Jogos de Pequim é uma homenagem às mulheres, já que ela foi a primeira a conquistar um ouro para o país numa prova individual do evento. "É uma forma de homenagear a primeira mulher a conquistar uma medalha de ouro individual nos Jogos Olímpicos e também de simbolizar o reconhecimento do COB à performance das nossas atletas em Pequim", explicou Nuzman ao site do comitê. O convite veio uma hora depois de Maurren vencer a prova do salto em distância, com uma marca de 7,04 m. A cerimônia de encerramento será neste domingo, às 9h (de Brasília). Ainda emocionada com a conquista da medalha, Maurren disse que Pequim é uma cidade que sempre traz boas lembranças - razão que justifica a volta olímpica com as bandeiras de Brasil e China no Estádio Nacional após a vitória. "Fui campeã no salto em distância e prata no revezamento 4 x 100 m e nos 110 m com barreiras na Universíade, em 2001. Agora conquisto a medalha de ouro olímpica e vou carregar a bandeira brasileira no encerramento dos Jogos. Estou muito feliz", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.