Pequim aponta 'dias de céu azul' como bom indício para Olimpíada

Pequim está no caminho certo paragarantir ar limpo durante os Jogos Olímpicos, em agosto, depoisde registrar o trimestre menos poluído da capital chinesa emquase uma década, disse a agência de notícias Xinhua, citandouma autoridade ambiental. Pequim conseguiu 67 "dias de céu azul" de janeiro até o fimde março, 12 a mais do que o mesmo período do ano passado e onúmero mais alto em nove anos, disse o vice-diretor doDepartamento de Proteção Ambiental de Pequim, Du Shaozhong, deacordo com a Xinhua. "Pequim está preparada em termos de qualidade do ar para aOlimpíada", disse Du nesta segunda-feira, segundo a Xinhua. Os padrões da cidade para um "dia de céu azul" não sãoamplamente reconhecidos por cientistas internacionais e algunsórgãos de imprensa estrangeiras acusaram autoridades locais defraudar as medidas para conseguir os resultados desejados. A mistura de neblina e fumaça que cobre regularmente Pequimé uma grande preocupação entre os atletas. O recordista demaratona Haile Gebrselassie disse que não iria competir nosJogos Olímpicos por causa da poluição. O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI),Jacques Rogge, disse que alguns eventos poderiam ser remarcadosse o ar estivesse muito poluído. A China investiu 120 bilhões de yuans (17,11 bilhões dedólares) na última década para melhorar seu meio ambiente eprometeu um grande número de medidas para garantir condiçõesrespiráveis até agosto. Com a limpeza de Pequim, a China também deu às provínciaspróximas metas para a redução da poluição através do uso detecnologias de limpeza do ar e através do fechamento de algumasindústrias. (Reportagem de Simon Rabinovitch)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.