Pequim inaugura oficialmente a Vila Olímpica

Local conta com restaurantes, cafeterias, barbearia, correios, lojas, estação dos bombeiros e clínica

EFE

27 de julho de 2008 | 07h06

Foi inaugurada neste domingo a Vila Olímpica dos Jogos de Pequim, um complexo de 42 prédios que receberá no próximo mês milhares de atletas e treinadores para o maior evento esportivo mundial. Os primeiros atletas a chegar à Vila Olímpica foram os chineses, entre eles duas grandes estrelas do esporte nacional: o pivô Yao Ming, que joga na NBA, e o campeão olímpico dos 110 metros com barreiras Liu Xiang. Pouco depois, chegaram os atletas da Polônia, a primeira delegação a desembarcar em Pequim, que já mandou à China 42 de seus atletas que disputarão os Jogos. A prefeita da Vila Olímpica, Chen Zhili (ex-ministra da Educação), destacou na inauguração que o local "tentará satisfazer as necessidades de pessoas com diferentes culturas e credos". A Vila Olímpica está localizada na zona norte de Pequim, onde se encontram também os principais estádios dos Jogos, como o "Ninho de Pássaro" (Estádio Olímpico) e o ginásio que receberá as provas de natação. A porta-voz da Vila Olímpica, Deng Yaping, assegurou esta semana que todos os atletas que participarão dos Jogos ficarão hospedados no local, incluindo os de Estados Unidos e Rússia, desmentindo assim rumores de esses dois países levariam seus representantes para outros pontos de Pequim. No entanto, os rumores continuam: neste sábado, a agência "Xinhua" assegurou que alguns atletas americanos, como a equipe de basquete masculino, fizeram reserva em hotéis da cidade. Com uma extensão de 66 hectares, a Vila Olímpica conta com restaurantes, casas de chá, cafeterias, uma barbearia, um escritório dos correios, lojas, uma estação dos bombeiros e uma clínica. Para as refeições, os atletas poderão escolher entre comida oriental ou ocidental, que será preparada 24 horas por dia, por 2.400 cozinheiros. Além disso, a Vila Olímpica conta com cinco salas onde acontecerão cerimônias das cinco grandes religiões do mundo (cristianismo, islamismo, budismo, hinduísmo e judaísmo). A Vila Olímpica ficará aberta aos atletas até 27 de agosto, três dias depois do encerramento dos Jogos, e será reaberta de 30 de agosto a 20 de setembro, para receber os desportistas dos Jogos Paraolímpicos.

Tudo o que sabemos sobre:
PEQUIMVILA OLÍMPICA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.