Pequim lamenta exclusão do Iraque nas Olimpíadas

Comitê Olímpíco proibiu a participação de atletas iraquianos devido a interferência do Governo no esporte

EFE

25 de julho de 2008 | 14h00

O Comitê Olímpico de Pequim 2008 (Bocog) lamentou nesta sexta-feira, a exclusão do Iraque dos Jogos, mas evitou críticas à decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI). "Lamentamos que o Iraque não possa vir aos Jogos Olímpicos, mas se trata de um assunto interno do COI", destacou em entrevista coletiva Sun Weide, um dos porta-vozes do Bocog, horas depois do anúncio da decisão. O COI comunicou nessa quinta às autoridades esportivas do Iraque que proibia sua participação nos Jogos Olímpicos devido à "contínua interferência do Governo nos assuntos do conselho executivo do Comitê Nacional Olímpico Iraquiano". Os convites aos desportistas iraquianos foram retirados e serão oferecidos a outros comitês olímpicos nacionais. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.