Pequim se desculpa e venda de ingressos recomeça na segunda

Programado para atender 1 milhão de pessoas por hora, sistema dos Jogos recebeu 8 milhões de visitas

Efe,

31 de outubro de 2007 | 10h09

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Pequim (Bocog) se desculpou publicamente nesta quarta-feira, 31, pelo caos registrado na terça, 30, quando foram disponibilizados os ingressos para o torneio, e anunciou que eles serão novamente colocados à venda na segunda-feira. "Pedimos sinceramente desculpas ao público", disse o responsável pelo setor de ingressos do Bocog, Rong Jun, que assegurou que o comitê espera aprender com a experiência para oferecer, no futuro, o melhor serviço possível aos torcedores. Segundo Rong, a organização subestimou a quantidade de pessoas interessadas nas 1,8 milhão de entradas nesta segunda fase de vendas, que, ao contrário da primeira - que realizou a distribuição por sorteio -, utilizou um sistema de reservas. Isso gerou um verdadeiro caos, pois as solicitações se acumularam e o sistema de informática, programado para atender um milhão de pedidos por hora, recebeu 8 milhões nos primeiros 60 minutos de funcionamento. As linhas de venda por telefone entraram em colapso após receberem 3,8 milhões de chamadas, o portal oficial ficou bloqueado, e as milhares de pessoas que formaram grandes filas em agências do Banco da China voltaram para casa insatisfeitas. No total, Rong disse que ao longo do dia foram vendidos 46 mil ingressos, e os felizardos que conseguiram reservá-los já podem ser considerados os legítimos possuidores deles. Bocog dará na segunda-feira informações mais detalhadas de como os interessados poderão conseguir os ingressos.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.