Polícia pede prisão de mais 4 por máfia internacional de ingressos no Rio-2016

Todos eles são diretores da THG,  que comercializava ilegalmente as entradas

Constança Rezende, O Estado de S.Paulo

15 Agosto 2016 | 11h59

A pedido da Polícia Civil, a Justiça decretou a prisão preventiva de mais quatro acusados de envolvimento no suposto esquema internacional de venda ilegal de ingressos para a Olimpíada do Rio. Todos são diretores da empresa inglesa THG, que comercializava ilegalmente os ingressos dos Jogos a preços abusivos e não estão no Brasil.

Foram pedidas as prisões do irlandês David Patrick Gilmore, do britânico Martin Studd, do holandês Maarten van Os, e do controlador da empresa, Marcus Evans. David ingressou na empresa há dois anos. Studd está há cinco anos na THG e tem participação em 80 empresas do ramo esportivo. Van Os está há dez anos na empresa, na qual é diretor financeiro. Ele é, segundo a Polícia, o homem de confiança de Evans e controla 20 empresas do grupo do empresário.

De acordo com o delegado Ricardo Barbosa, titular da Delegacia de Defraudações, os acusados devem responder pelos crimes de facilitação de cambismo, formação de quadrilha e marketing de emboscada.

Não há registro de entrada no Brasil dos quatro acusados. Segundo o delegado, a prisão já foi comunicada a Interpol. 

Barbosa também informou que a medida é prosseguimento das investigações que resultaram na prisão de Kevin James Mallon e Barbara Carnieri, também funcionários da empresa, no último dia 5. Bárbara já foi liberada após prestar depoimentos à Polícia. 

Mallon, que também é diretor da empresa THG, continua preso. Quando ele foi preso, os policiais civis apreenderam cerca de 800 ingressos da Olimpíada. Eles seriam comercializados por valores elevados. As entradas para a abertura da cerimônia eram negociados em até 8 mil dólares,  cerca de R$ 25, 5 mil. Segundo a polícia, Evans atua há 28 anos nesse ramo, já teve canal na televisão, e é muito influente no meio político.

As prisões foram pedidas após um trabalho de inteligência realizado pelo Núcleo de Apoio a Grandes Eventos (NAGE) da Polícia Civil. 

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Mande um WhatsApp para o número (11) 99371-2832 e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio 2016" e convide seus amigos para participar também!

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.