AFP Photo
AFP Photo

Presidente da Federação Russa de Wrestling se desculpa por agressão a lutadora durante a Rio-2016

Mikhail Mamiachvili teria agredido Inna Trazhukova após perder o bronze

Estadão Conteúdo

31 Agosto 2016 | 16h58

Dois dias após a lutadora russa Inna Trazhukova anunciar que prestou queixa contra o presidente da Federação Russa de Wrestling, o dirigente da entidade veio a público nesta quarta-feira pedir desculpas pelas agressões à atleta.

De acordo com a denúncia, o presidente Mikhail Mamiachvili e outros membros da comissão técnica teriam agredido a lutadora após perder a disputa pela medalha de bronz na luta olímpica para a polonesa Monika Ewa Michalik. A frustração com a derrota teria sido tanta que, em um acesso de raiva, o dirigente russo teria açoitado sua atleta.

Em comunicado emitido pela federação, Mamiachvili disse estar arrependido por ter perdido a cabeça e ainda culpou o ambiente competitivo que os Jogos Olímpicos proporcionam.

"Acho que é necessário apresentar as minhas desculpas para Inna", dizia a nota."O incidente no Rio foi causado por um grande estresse e nervosismo que acompanha um evento como os Jogos Olímpicos, com a responsabilidade que nos corresponde para alcançar resultados", acrescentou.

A lutadora veio a público na última segunda-feira para denunciar o caso. Na ocasião, Mamiachvili atribuiu os ataques à atleta à apatia que apresentou na disputa pelo bronze. "O que eu deveria fazer com ela? Ignorar a indiferença e apatia?", disse o presidente ao jornal russo Desporto expresso.

Mais conteúdo sobre:
rio 2016 jogos olímpicos olimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.