Laurent Gillieron/AP
Laurent Gillieron/AP

Presidente do COI exalta acordo que levará 22 norte-coreanos para Olimpíada

Thomas Bach comemora decisão de Kim Jong-Un de permitir participação de atletas do país nos Jogos de Inverno

Estadão Conteúdo

20 Janeiro 2018 | 13h06

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, exaltou neste sábado o acordo entre as duas Coreias que levará 22 atletas do Norte para o Sul para a disputa dos Jogos Olímpicos de Inverno, no próximo mês, na cidade sul-coreana de Pyeongchang. Os dois países vizinhos mantiveram relações tensas nos últimos anos.

Coreia do Sul propõe conversa sobre participação da Coreia do Norte na Olimpíada de Inverno

"Tal acordo seria impossível há algumas semanas", declarou o dirigente, ao manifestar "agradecimentos sinceros" aos dois países. Um delicado acordo entre diplomatas das duas Coreias levou Kim Jong Un, o ditador norte-coreano, a permitir que um grupo de atletas atravessasse a tensa fronteira para a disputa da Olimpíada.

Segundo confirmou o COI neste sábado, a delegação da Coreia do Norte contará com 22 atletas, em cinco modalidades diferentes. Doze destes atletas pertencem ao hóquei e serão integradas à equipe feminina do Sul. Juntas, as duas seleções vestirão um uniforme especial, neutro. E terão uma música coreana como hino nas cerimônias. Além disso, as duas delegações unidas terão somente uma bandeira na abertura da Olimpíada.

Haverá atletas da Coreia do Norte também na patinação artística no gelo, patinação de velocidade, esqui alpino e esqui cross-country após o COI dar uma permissão especial para que estes atletas competissem nestas modalidades. A delegação norte-coreana contará ainda com 24 treinadores e dirigentes, além de 21 membros da imprensa.

"Os Jogos Olímpicos nos mostram como o mundo pode ser se nós nos guiarmos pelo espírito olímpico de respeito e compreensão", declarou Bach, em evento realizado neste sábado, em que confirmou o acordo entre os dois países asiáticos. A Olimpíada de Inverno será disputada entre os dias 9 e 25 de fevereiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.