Protestos mudam rota da tocha olímpica em São Francisco

Por segurança, polícia da cidade americana diminui o trajeto devido às manifestações ao longo do dia

Redação

09 de abril de 2008 | 18h27

A rota do revezamento da tocha olímpica na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, foi alterada e reduzida de 10 km para 5,5 km pela polícia local devido aos milhares de manifestantes pró e anti-Tibete pelos conflitos com a China, que ocupam a cidade desde o começo da manhã desta quarta-feira e estavam bloqueando algumas das ruas previstas no caminho. Veja também: Tocha: polícia e manifestantes em conflito em São Francisco Entenda o conflito entre Tibete e China O trajeto completo do revezamento da tocha pelo mundo    Manifestantes invadem as ruas de São Francisco Com cerca de 700 soldados cuidando da segurança das 80 pessoas selecionadas para carregar o artefato, a intenção foi evitar novos problemas e invasões como as ocorridas em Londres e Paris, nesta semana. Os organizadores do revezamento garantiram que a preocupação com a segurança foi o ponto fundamental na definição do novo trajeto. Tanto que foram criados três filas de policiais para acompanhar as personalidades.Lin Lee, nadadora chinesa, a primeira a participar do revezamento, a recebeu no estádio e só foi reaparecer em um depósito portuário cerca de 45 minutos depois. Alguns dos participantes previstos a participar do evento, como a duas vezes atleta olímpica Marilyn King, desistiram de participar.   Atualizado às 21h15 para acréscimo de informações

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008tocha olímpicaTibeteCOI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.