Reuters
Reuters

Putin perde título de presidente honorário da Federação Internacional de Judô

Líder russo é faixa preta e graduado no oitavo dan, mas tem honraria revogada em meio à guerra com a Ucrânia

Redação, Estadão Conteúdo

27 de fevereiro de 2022 | 11h47

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, teve o título de presidente honorário da Federação Internacional de Judô revogado neste domingo, conforme anunciado em comunicado oficial emitido pela organização. O motivo da decisão é a invasão à Ucrânia iniciada pelo russo na última quinta-feira, em razão da aproximação do país vizinho com a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

“Diante do conflito de guerra em curso na Ucrânia, a Federação Internacional de Judô anuncia a suspensão dos títulos de Presidente Honorário e Embaixador da Federação Internacional de Judô concedidos ao Senhor Vladimir Putin”, diz a breve nota divulgada pela entidade.

Putin é graduado no oitavo dan do judô, grau que dá ao judoca faixa preta o direito de usar a chamada faixa coral, composta pelas cores vermelha e branca. Ele foi alçado de nível em 2012, pela própria FIJ, em seu aniversário de 60 anos. O oitavo dan é um dos mais altos do judô, atrás apenas do nono e do décimo.

A relação do presidente russo com a arte marcial é bastante forte, tanto que em 2008 ele lançou um DVD, intitulado “Aprenda Judô com Vladimir Putin”. Além disso, é coautor de um livro sobre a história, a teoria e a prática do esporte.

Causa de destruição e mortes na Ucrânia, a invasão russa tem causado alguns impactos no esporte. A Polônia, por exemplo, disse que se recusa a disputar seu jogo contra a Rússia, marcado para março, pelas Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo de futebol. A Suécia e a República Checa, que podem pegar os russos na fase seguinte, fizeram o mesmo.

Também foram registradas manifestações de esportistas contra a guerra. Nesta semana, o tenista russo Andrey Rublev escreveu a mensagem “Sem guerra, por favor” em uma das câmeras de transmissão, após vencer Hubert Hurkacz nas semifinais do ATP de Abu Dabi, torneio do qual foi campeão no sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.