Renata admite que seria difícil vencer as norte-americanas

Após derrota para dupla dos Estados Unidos no vôlei de praia, brasileira diz que adversárias são perfeitas

Agência Estado,

19 de agosto de 2008 | 02h56

Após a derrota na semifinal do torneio olímpico de vôlei de praia para as norte-americanas May e Walsh, na manhã desta terça-feira em Pequim (noite de segunda no Brasil), Renata revelou a dificuldade em jogar contra as campeãs olímpicas, que ainda não perderam nenhum jogo neste ano. "É muito difícil vencê-las. Elas são perfeitas, ninguém vai ganhar delas", declarou ao fim da partida a brasileira.Veja também: Brasileiras perdem na semifinal do vôlei de praia dos JogosA campanha brasileira na Olimpíada de PequimDo lado americano, a concentração para a final já começou. "Nós atingimos um objetivo - chegar à final para disputar a medalha de ouro - mas não conseguimos nada ainda. Queremos entrar lá e bater as chinesas na sua própria terra", disse a americana Walsh.Ainda sobre seu comportamento em quadra, Walsh revelou também porque gritou muito após a vitória na semifinal, abraçando alguns câmeras e saudando voluntários que estavam nas arquibancadas em Pequim."Eu tenho estado séria e por dias, certamente, estive muito ansiosa. É bom se sentir entusiasmada novamente", completou a americana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.