Rival de Maurren é readmitida na final do salto em distância

A ucraniana Lyudmila Blonska já esteve suspensa por doping entre 2003 e 2005 e pode ser excluída do esporte

EFE

20 de agosto de 2008 | 13h28

A Federação Internacional de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês) reintegrou a ucraniana Lyudmila Blonska à relação de finalistas no salto em distância - prova na qual competem as brasileiras Maurren Maggi e Keila Costa - à espera que o COI resolva sobre seu exame positivo em um controle de doping.Veja também: A sombra do doping nos Jogos OlímpicosA decisão foi divulgada minutos depois do anúncio oficial de que a nigeriana Blessing Okagbara substituiria Blonska na final do salto em distância como 13.ª colocada nas eliminatórias.A ucraniana, de 30 anos, tinha obtido a medalha de prata no heptatlo e também tinha obtido a vaga na final do salto em distância da próxima sexta-feira. O heptatlo foi ganho pela ucraniana Nataliya Dobrynska com 6.733 pontos, à frente de Blonska com 6.700 e da americana Hyleas Fountain com 6.619. A quarta foi a russa Tatyana Chernova, que receberá a medalha de bronze caso Blonska seja desqualificada.Blonska, atual vice-campeã mundial de heptatlo, já esteve suspensa por doping entre 2003 e 2005. Assim, caso seu doping seja confirmado pela IAAF, ela será excluída dos Jogos de Pequim e banida do esporte, como reincidente.Este pode ser o quinto caso de doping nos Jogos de Pequim, depois dos da ciclista espanhola Maribel Moreno, da atleta grega Fani Halkia, do atirador norte-coreano Kim Jong Su e da ginasta vietnamita Thi Ngan Thuong Do.Dos 4.133 exames realizados até o momento nos Jogos, 3.293 foram de urina e 840 de sangue. Até o fim da competição serão feitos ao todo cerca de 4.500 testes, contra os 3.600 em Atenas 2004. Além destes casos, foram registrados 39 positivos em controles realizados pelas federações internacionais e organizações antidoping no período anterior aos Jogos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.