Robinho está fora e Ramires é convocado para Olimpíada

Robinho está fora dos Jogos dePequim e o meia Ramires, do Cruzeiro, foi convocado para olugar do atacante do Real Madrid nesta segunda-feira. O Realpediu a liberação de Robinho e a Confederação Brasileira deFutebol (CBF) respondeu com duras críticas ao time espanhol. Pelas regras da Fifa, os clubes são obrigados a cedersomente os atletas de até 23 anos para disputar os JogosOlímpicos, o que não se aplica a Robinho, 24. "Da mesma forma que reconhece esse direito, a CBF lamenta equestiona o fato de o clube espanhol ter feito o comunicado danão liberação no dia do embarque da delegação para Cingapura esomente horas antes de a entidade enviar os nomes dos jogadoresà Fifa para inscrição oficial nas Olimpíadas", afirmou a CBF emseu site. O técnico Dunga fez a convocação para os Jogos no últimodia 7. Os outros dois atletas acima do limite de 23 anoschamados pelo treinador são Ronaldinho Gaúcho, recém-contratadopelo Milan, e Thiago Silva, do Fluminense. Para o lugar de Robinho, foi convocado o meia Ramires, 21,que viajará na terça-feira para Cingapura, para onde adelegação brasileira viaja nesta noite para se preparar para aOlimpíada. O Brasil, que disputará um amistoso contra a seleção deCingapura no dia 28 de julho, está no Grupo C, ao lado daBélgica, China e Nova Zelândia. Robinho afirmou estar decepcionado por perder os Jogos dePequim, em agosto. "Lamentavelmente, não vou poder ir aos Jogos Olímpicos como Brasil, mas esta é a decisão do Real Madrid e eu a respeito",afirmou Robinho à imprensa, antes de viajar para apré-temporada na Áustria. "DESRESPEITO"O Real Madrid pediu a liberação de Robinho alegando que examesmédicos de pré-temporada revelaram que o jogador está com umalesão no púbis. "O clube, de acordo com seus serviços médicos, entende queo melhor para o jogador é realizar a pré-temporada com aequipe, onde fará uma reabilitação de acordo com sua lesão eserá supervisionado constantemente pelos médicos da equipe",disse o Real em comunicado divulgado em sua página na Internet(www.realmadrid.com). A CBF citou falta de respeito do clube. "A CBF deixaregistrado o seu descontentamento... não só pelos transtornoscausados ao planejamento operacional e de preparação da seleçãobrasileira olímpica, como, principalmente, por considerar taldecisão um desrespeito à entidade, ao futebol e aos torcedoresbrasileiros." Ao reclamar da decisão do Real Madrid, a CBF lembrou que"abriu mão do direito de contar com Robinho durante o períodode preparação no Brasil" para a Copa América de 2007 para oatacante disputar uma partida contra o Mallorca na últimarodada do Campeonato Espanhol. "Um ano depois, para surpresa de todos, a CBF deixa de sercontemplada com a reciprocidade de entendimento que se esperavanatural depois do episódio acontecido em 2007", finaliza a notada entidade brasileira. (Reportagem de Tatiana Ramil e Simon Baskett)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.