Rodízio de veículos diminui 78% do trânsito em Pequim

Governo reconheceu que o novo sistema de transporte público para os Jogos Olímpicos ainda não está pronto

EFE

29 de julho de 2008 | 11h53

Pequim anunciou nesta terça-feira, que os engarrafamentos na cidade foram reduzidos em 78% e os acidentes em 47,1% depois do início de um rodízio de automóveis, em 20 de junho, que tira mais de um milhão de carros das ruas todos os dias. No entanto, a subdiretora do Escritório de Trânsito de Pequim, Wang Li, que forneceu os números, optou pela prudência ao ser perguntada se poderia garantir a ausência de engarrafamentos durante os Jogos Olímpicos, que acontecerão entre 8 e 24 de agosto. "Francamente, nem eu nem ninguém pode garantir em 100% a ausência de engarrafamentos. É preciso levar em conta outros fatores, como a chuva. O que posso afirmar é que os atletas chegarão a seus destinos a tempo", afirmou Wang. A subdiretora apresentou em coletiva de imprensa o sistema de transporte público para os Jogos Olímpicos, que ainda não está em pleno funcionamento, apesar dos poucos dias para o início do evento. Além disso, Wang explicou que haverá sete mil veículos à disposição do pessoal credenciado nos Jogos, dos quais 1.660 serão atletas, técnicos e meios de comunicação. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.