Rodrigo Pessoa avança e vai lutar por bicampeonato no hipismo

Brasil também terá Bernardo Alves na final da prova individual de saltos; Camila Mazza não se classifica

REUTERS

18 de agosto de 2008 | 12h45

O atual campeão olímpico Rodrigo Pessoa, montando Rufus, classificou-se para a final da prova de saltos no hipismo da Olimpíada de Pequim, nesta segunda-feira, após as três primeiras provas eliminatórias, e vai lutar pela segunda medalha de ouro consecutiva.     Veja também:  EUA conquistam título por equipes na prova de saltos do hipismo A campanha brasileira na Olimpíada de Pequim Além de Rodrigo, o Brasil também terá Bernardo Alves (Chupa Chup 2) na final individual de quinta-feira. Os resultados dos 35 cavaleiros classificados serão zerados para a disputa de medalhas. Após a primeira passagem, somente os 20 melhores seguem para a prova decisiva.   A brasileira Camila Mazza ficou em 38º e está fora da final. Montando Bonito, ela completou o percurso derrubando dois obstáculos e estourou o limite de 90 segundos.Nos três dias de eliminatórias, Rodrigo foi o sétimo melhor, tendo derrubado um obstáculo e com duas penalizações por estouro de tempo, somando 7 pontos. Alves foi o 27º, com 20 pontos de penalização. O líder da classificação geral foi o norueguês Andre Hansin, com 3 pontos, todos somados por excesso de tempo. "Agora, tenho dois dias para o cavalo poder relaxar. Amanhã, a gente vai só passear com o cavalo, para dar uma atividade a ele, e tirar o resto destes dois dias para repor líquido com isotônicos... O cavalo está chegando ao seu ponto máximo", afirmou o campeão de Atenas-2004, segundo nota do Comitê Olímpico Brasileiro. "Tem os favoritos, mas eu também tenho boas chances. Tem outros conjuntos fortes. Com trinta e cinco conjuntos, é aberto, pode vir qualquer um", acrescentou Rodrigo Pessoa. Na prova por equipes, encerrada nesta segunda-feira, os EUA conquistaram o ouro, à frente de Canadá e Noruega.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.