RSF desiste de protesto pela tocha olímpica em Hong Kong

Organização quer facilitar possíveis iniciativas de autoridades chinesas para 'libertação de prisioneiros'

EFE

30 de abril de 2008 | 15h59

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) anunciou nesta quarta-feira que não se manifestará em Hong Kong durante a passagem da tocha dos Jogos Olímpicos de Pequim, neste sábado, 2, para facilitar possíveis iniciativas das autoridades chinesas em relação aos direitos humanos. "Sabemos que altos funcionários do Governo fazem esforços para encontrar uma solução à crise atual" dando prioridade à "libertação de prisioneiros", afirmou a RSF em comunicado.  A entidade defensora da liberdade de imprensa alega que seus contatos em Pequim lhe disseram que "o diálogo é possível de novo e que poderia haver gestos concretos" na situação dos direitos humanos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.