Divulgação
Divulgação

São Paulo CSI-W Indoor retoma prestígio e atrai público do hipismo

Evento conta mais uma vez com a presençça de Álvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda, que compete com montarias emprestadas

Alessandro Lucchetti, O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2014 | 12h33

O público paulista tem, a partir desta quarta-feira, a oportunidade de acompanhar bem de perto, e gratuitamente, um evento tradicional e de alto nível de hipismo: o são Paulo CSI-W Indoor 2014, que vai até domingo. O GP do Concurso de Salto Internacional e Nacional é válido pelo ranking da Federação Equestre Internacional (FEI) e ranking Senior Top da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH). Tem também a função de seletiva da Liga Sul-americana para a final da Copa do Mundo de 2015, em Las Vegas.

Mais uma vez, a competição será prestigiada pelo medalhista olímpico Álvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda, um dos integrantes da equipe brasileira nos Jogos Equestres Mundiais, em Caen, na França, no mês passado. Naquela competição, o cavalo de Doda, AD Rashmannshof's Bogeno, refugou diante de um obstáculo, arremessando o cavaleiro ao chão. Bogeno é filho de Baloubet du Rouet, que cometeu uma refugada histórica com Rodrigo Pessoa, na Olimpíada de Sydney, em 2000. Na Copa das Nações, no entanto, o Brasil teve o melhor desempenho entre todos os participantes.

"Eu tive esse acidente na prova de velocidade, mas nos dois percursos da Copa das Nações o Brasil teve o melhor desempenho. Isso mostra que o Brasil está muito bem. Cabe lembrar que o formato da disputa na Olimpíada é o da Copa das Nações, e o novo formato dos Jogos Pan-Americanos também".

Para competir em São Paulo, Doda abriu mão de participar da seletiva para a Copa do Mundo de Oslo. "Eu participo de 40 a 42 eventos de hipismo por ano, mas abri espaço no meu calendário para prestigiar este evento no Brasil, que é muito especial e importante para o hipismo brasileiro. Sempre fui um fã muito grande do Indoor. Com muita felicidade vi no ano passado que ele voltou a ser o que era. Neste ano já pude ver que dispomos de uma estrutura brilhante, que não deixa nada a dever aos melhores concursos da Europa".

Doda não veio ao Brasil com as suas montarias. Ele está testando alguns cavalos. Dependendo de seu entrosamento com o animal que escolher, poderá participar ou não do Grande Prêmio. "Se eu perceber que posso ter uma participação legal, vou disputar o Grande Prêmio".


   

Tudo o que sabemos sobre:
hipismoSão Paulo CSI-W Indoor

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.