Saudade: o drama dos atletas que treinam fora do país

Internet é saída para diminuir distância da família no exterior

Marcio Dolzan, O Estado de S. Paulo

11 de abril de 2016 | 07h00

O quarto lugar no Pan de Toronto e a consequente classificação olímpica passaram muito pelo treinamento no exterior. Mais do que bons resultados, porém, as temporadas fora do Brasil também alimentam a saudade dos jogadores da equipe nacional.

Atualmente, o time está na Argentina, onde ficará até o fim de maio. As viagens e toda a estrutura são bancadas com dinheiro público. A confederação firmou convênio com o Ministério do Esporte em 2010. É bem difícil passar meses longe de casa”, diz André Patrocínio. “Mas, bem ou mal, já nos acostumamos. Temos a internet como aliada para diminuir a saudade, e o grupo todo unido também forma uma grande família.”

Bruno Mendonça, que também está na Argentina treinando com a seleção, afirma que a família, mesmo de longe, é o principal incentivo. “Sabemos da responsabilidade que assumimos com a seleção, e a família tem dado um suporte essencial”. Ele também recorre à internet. “Saudade faz parte do nosso processo de concentração, mas temos alguns recursos, como Skype, WhatsApp e Facebook, que diminuem a distância”, enumera.

Tanto André Patrocínio quanto Bruno Mendonça garantem que o esforço vale a pena, e isso é demonstrado dentro do campo. “Estamos em um nível muito bom. Queremos e treinamos para um dia chegar ao nível dos tops mundiais”, afirmou Patrocínio. “Sabemos das nossas limitações no esporte e da importância dos treinos e concentrações para aprimorar nosso conjunto e diminuir esse gap entre as outras seleções top do mundo”, ponderou Bruno Mendonça.

“Conquistamos nossa vaga dentro de campo, mostrando que o Brasil fez seu trabalho de casa e merece representar a nação. Quem sabe não vem uma surpresa nos Jogos?”, diz Mendonça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.