Scheidt e Prada começam treinos de adaptação à raia olímpica

Dupla brasileira na classe Star já está em Qingdao, onde será disputado o torneio de vela dos Jogos de Pequim

Agencia Estado

23 de julho de 2008 | 14h09

Robert Scheidt e Bruno Prada, que representarão o Brasil na classe Star nas Olimpíadas de Pequim, já estão em Qingdao, na China, onde será disputado o torneio de vela dos Jogos. Eles embarcaram na noite de domingo e chegaram no início da madrugada desta quarta à cidade chinesa. Além da aclimatação ao fuso horário, eles vão testar o novo barco e, principalmente, a adaptação às condições da difícil raia olímpica.Scheidt e Prada optaram por chegar mais cedo a Qingdao para fazer as observações necessárias. "A viagem para a China é muito desgastante e, em vez de ir antes para lá, num estágio em maio ou junho, resolvemos chegar um pouco mais cedo. Teremos tempo para aprontar o barco, testar todos os equipamentos e analisar as dificuldades da raia", comentou Robert Scheidt, dono de três medalhas olímpicas, sendo duas de ouro e uma de prata na classe Laser.Porta-bandeira da delegação brasileira na cerimônia de abertura, no dia 8 de agosto, Scheidt pode se tornar tricampeão olímpico, façanha jamais alcançada até hoje por um brasileiro. Aos 35 anos, ele vai pela quarta vez em sua carreira aos Jogos Olímpicos, a primeira na classe Star.Já Bruno Prada estará pela primeira vez nas Olimpíadas. Medalha de bronze na classe Finn no Pan-Americano de Winnipeg, em 1999, ele vai realizar um grande sonho e, ao mesmo tempo, tem consciência de que a dupla está entre as favoritas. "Fizemos uma boa preparação e conhecermos bem todos os adversários. Vamos torcer para fazer boas regatas", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.