Seis são detidos antes da chegada da tocha olímpica ao Vietnã

Na segunda-feira, americano que planejava interromper o percurso da chama pela antiga Saigon foi deportado

Efe,

29 de abril de 2008 | 02h27

Seis pessoas foram detidas nesta terça-feira, 29, em Hanói (capital do Vietnã) por protestar contra os Jogos Olímpicos de Pequim. A tocha olímpica percorre nesta tarde Ho Chi Minh City (antiga Saigon), informaram fontes policiais. Veja também: Chamas olímpicas, antes e agora O trajeto completo do revezamento da tocha pelo mundo  Dois homens foram detidos por exibir um cartaz com o emblema dos Jogos, mas com algemas em vez de anéis. O motivo da prisão das outras pessoas não foi informado pela polícia. Testemunhas relatam uma presença policial em massa em frente à Embaixada da China em Hanói, perante a mobilização através da internet de protestos tanto pela situação no Tibete como pela disputa entre os dois países pela soberania das Ilhas Spratly. Um enorme dispositivo de segurança foi estabelecido ao redor do traçado em Ho Chi Minh City para que não aconteçam incidentes, e na segunda-feira foi deportado um americano que planejava interromper o percurso para protestar contra a política da China no Tibete. Depois do Vietnã, a tocha viajará às antigas colônias de Hong Kong e Macau antes de entrar na China.

Tudo o que sabemos sobre:
VietnãPequim 2008tocha olímpica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.