Seleção de vôlei terá R$ 4,7 milhões de prêmio pelo ouro

O título olímpico vai render R$ 4,7 milhões aos jogadores e comissão técnica da seleção brasileira masculina de vôlei. A informação foi confirmada por Ary Graça, presidente da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), nesta quinta-feira. Pelo ouro em Atenas, há quatro anos, a equipe faturou R$ 2,9 milhões da entidade, valor 63% mais baixo do que estipulado para o triunfo em Pequim."Eles se tornaram astros. O cachê desses atletas, naturalmente, aumentou. O mundo inteiro quer ver eles", justificou o presidente da CBV, que disse que não participa da divisão do dinheiro após as conquistas. "Coloco a grana em cima da mesa e saio da sala." Ary Graça acrescentou que não haverá premiação caso o Brasil não conquiste o título olímpico em Pequim. "Se não for ouro, o que vocês, jornalistas vão dizer? Foi um fracasso. Todos nós sabemos disso", afirmou o dirigente. Segundo ele, a recompensa para a equipe feminina ainda "não foi negociada".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.