Marko Djurica/Reuters
Marko Djurica/Reuters

Seleção feminina de handebol sofre, mas supera Angola e avança na Olimpíada

Apesar de já classificado, Brasil vai 'cumprir tabela' contra Montenegro no domingo

Estadão Conteúdo

12 Agosto 2016 | 11h43

A seleção brasileira feminina de handebol está classificada às quartas de final dos Jogos Olímpicos do Rio. Nesta sexta-feira, a equipe assegurou o seu terceiro triunfo ao superar a Angola por 28 a 24, na Arena do Futuro, em duelo válido pela quarta rodada do Grupo A.

Com esse resultado, a equipe chegou aos seis pontos, contra os quatro de Noruega e Espanha, que ainda vão entrar em quadra nesta sexta, e também da seleção de Angola. A equipe voltará a jogar no próximo domingo, no seu último compromisso pela primeira fase, diante de Montenegro, às 9h30.

Contra um adversário que vem surpreendendo na Olimpíada, com duas vitórias, o Brasil enfrentou dificuldades para superar a goleira Teresa Almeida, especialmente no primeiro tempo, que terminou empatado em 13 a 13.

A seleção de Angola, inclusive, chegou a abrir uma vantagem de três gols durante o primeiro tempo, também porque o Brasil apresentou problemas no sistema defensivo. Isso levou até ao técnico Morten Soubak a trocar a goleira, substituindo Mayssa por Babi.

No segundo tempo, o Brasil impôs a sua superioridade e rapidamente abriu uma vantagem confortável, de 21 a 17, não tendo mais a sua vitória ameaçada pela seleção de Angola, que, em situação desconfortável, começou a errar mais. Assim, a seleção fechou o jogo vencendo por 28 a 24.

Ana Paula foi o principal destaque do Brasil ao marcar sete gols, enquanto Samira Rocha fez quatro, assim como Jéssica Quintino. Mas a artilheira do duelo foi a angolana Natália Bernardo, com oito gols.

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Adicione o número (11) 99371-2832 aos seus contatos, mande um WhatsApp para nós e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio-2016" e convide seus amigos para participar também!

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.