Paul Beaty|AP
Paul Beaty|AP

Seleção masculina de basquete dos EUA vence outra em preparação para a Olimpíada

Dream Team faz 80 a 45 na Venezuela em Chicago

Estadão Conteúdo

30 de julho de 2016 | 09h52

A seleção norte-americana masculina de basquete segue com 100% de aproveitamento na preparação para a Olimpíada do Rio. Na noite da última sexta-feira, os grandes favoritos ao ouro no Brasil não jogaram bem, mas triunfaram pela quarta vez consecutiva ao passarem pela Venezuela por 80 a 45, em Chicago.

Foi a pior exibição ofensiva dos Estados Unidos nesta série de amistosos, e o país precisou de uma boa atuação defensiva para vencer. Somente a partir do terceiro período, a seleção alcançou a distância confortável para o triunfo, e o técnico Mike Krzyzewski se mostrou satisfeito com a dificuldade encontrada no confronto.

"Honestamente, estou muito satisfeito com hoje à noite porque você não quer apenas chegar lá, acertar 17 bolas de três pontos e não trabalhar duro. Tivemos que trabalhar muito duro hoje", declarou. "Obviamente, não acertamos arremessos e nem jogamos tão bem quanto podemos, mas é preciso dar crédito a eles (Venezuela) por isso. Eles tentaram usar todo o tempo do jogo, foram muito espertos e são muito bem treinados. Estou orgulhoso do meu time. Jogamos duro por 40 minutos."

Diante de uma atuação ofensiva bem abaixo do esperado, somente dois jogadores dos Estados Unidos marcaram ao menos 10 pontos no amistoso: Kyrie Irving e Klay Thompson, com 13 cada. DeMarcus Cousins ainda se destacou com sete pontos e 12 rebotes. O cestinha, no entanto, foi venezuelano: John Cox, com 14 pontos.

Mais uma vez, Krzyzewski mexeu na escalação e não deu pistas de qual será o time titular que atuará na Olimpíada. Desta vez, ele levou a seleção à quadra com Kyrie Irving, Jimmy Butler, Carmelo Anthony, Kevin Durant e DeMarcus Cousins.

Favorita ao ouro nos Jogos do Rio, a seleção norte-americana também havia vencido por larga vantagem os três amistosos anteriores. A equipe superou a Argentina por 111 a 74 e a China duas vezes, por 106 a 57 e 107 a 57. Antes da sua estreia na Olimpíada, a equipe ainda fará mais um amistoso, diante da Nigéria, na próxima segunda-feira em Houston. No Rio, o primeiro duelo vai ser também diante da seleção chinesa, em 6 de agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.