Kin Cheung/AP
Kin Cheung/AP

Seleção masculina de tênis de mesa vence Sérvia e está nas quartas na Olimpíada de Tóquio

Triunfos de Vitor Ishiy e Hugo Calderano garantem vaga do Brasil para enfrentar a Coreia do Sul na próxima fase dos Jogos

Redação, Estadão Conteúdo

01 de agosto de 2021 | 07h36

O Brasil garantiu participação nas quartas de final do torneio por equipes masculinas de tênis de mesa, neste domingo, ao derrotar a Sérvia, por 3 a 2, no Ginásio Metropolitano de Tóquio, em jogo válido pelas oitavas de final. Os brasileiros voltam a jogar nesta segunda-feira, diante dos sul-coreanos, que bateram os eslovenos por 3 a 1.

O duelo começou com a disputa de duplas. Gustavo Tsuboi e Vitor Ishiy perderam para Zsolt Peto e Marko Jevtovic por 3 sets a 1, com parciais de 11/7, 11/9, 8/11 e 8/11, em 37 minutos de partida.

Já no primeiro duelo de simples, Hugo Calderano, sétimo do ranking mundial, sofreu mais do que o esperado para derrotar o jovem Dimitrije Levajac, de 19 anos, e apenas o 287 do mundo. Foram precisos cinco sets: 11/8, 11/13, 11/5, 10/12 e 11/5, em 53 minutos de jogo.

No terceiro duelo, Gustavo Tsuboi lutou muito, mas não teve sucesso diante do estilo de Marko Jevtovic e acabou derrotado em cinco sets também: 11/8, 11/8, 8/11, 6/11 e 15/13, em 58 minutos. A partir daí, o Brasil não poderia mais perder. E não perdeu.

Hugo Calderano precisou de mais cinco sets para bater Zsolt Peto, em 47 minutos de disputa: 11/9, 11/4, 9/11, 9/11 e 11/8. Com isso, a decisão ficou para a quinta e última partida. E coube a Vitor Ishiy obter o triunfo mais fácil: 11/6, 11/6 e 14/12 sobre Dimitrije Levajac. Dessa forma, o time do Brasil se aproxima da possibilidade de medalhas.

SAIBA UM POUCO MAIS

O Estadão preparou algumas ilustrações de todas as modalidades olímpicas dos Jogos de Tóquio. Saiba um pouco mais sobre cada uma delas. Conheça as regras e o material usado pelos atletas no tênis de mesa. Clique aqui! 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.