Yasuyoshi Chiba|AFP
Yasuyoshi Chiba|AFP

Sem competir na Arena Carioca, Renzo elogia instalação olímpica

Local receberá a esgrima e o tae kwon do na Olimpíada

Nathalia Garcia, O Estado de S. Paulo

27 de abril de 2016 | 22h11

A principal motivação de Renzo Agresta no Campeonato Mundial por Equipes de Sabre Masculino, usado como evento-teste para os Jogos Olímpicos, era conhecer a Arena Carioca 3. No entanto, ele não chegou a competir no local. Na Urca, o Brasil perdeu na primeira rodada das eliminatórias para a equipe da Geórgia por 45 a 26 e foi eliminado. 

O atleta, que disputará a Olimpíada pela quarta vez na carreira, aproveitou a viagem para conhecer a instalação no Parque Olímpico da Barra. O que mais chamou a atenção de Renzo foi a disposição das pistas. 

"Tem uma novidade em relação às últimas Olimpíadas que participei, as pistas estão em formato de 'X', ou seja, toda a extensão da arena vai ter espectadores. Nas outas edições não tinha espaço atrás para espectador. Isso ficou bacana", elogiou.

No Mundial por Equipes, a Rússia conquistou a medalha de ouro ao vencer a final por 45 a 38. A Hungria - do atual campeão olímpico de sabre Aron Szlagyi - ficou com a prata. A Romênia, algoz do Brasil, faturou o bronze. A Arena Carioca 3 receberá a esgrima e o tae kwon do na Olimpíada e o judô nos Jogos Paralímpicos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.