Rodrigo Capela / CPB
Rodrigo Capela / CPB

Silvana Fernandes leva bronze no tae kwon do na Paralimpíada de Tóquio

Brasileira superou turca Gamze Gurdal por 26 a 9 na disputa do terceiro lugar

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de setembro de 2021 | 09h39

Os brasileiros tem muitas razões para agradecer pela inclusão do tae kwon do como um dos esportes paralímpicos. Depois de Nathan Torquato conquistar o ouro no primeiro dia de disputas, foi a vez de Silvana Fernandes buscar mais uma medalha para o Brasil nos Jogos de Tóquio-2020, uma de bronze, ao superar a turca Gamze Gurdal por 26 a 9 na disputa de terceiro lugar da categoria até 58kg classe K44 (atletas com amputação unilateral abaixo da articulação do cotovelo).

Silvana lutou contra a norte-americana Brianna Salinaro na estreia, que já era quartas-de-final, e venceu por 15 a 2. Na semifinal, enfrentou a dinamarquesa Lisa Gjessing, a número um do mundo, e lutou bem, mas acabou sendo derrotada por 8 a 6.

Na disputa do terceiro lugar, Silvana enfrentou a turca Gamze Gurdal e dominou a luta. A brasileira terminou o primeiro round vencendo por 3 a 1, mas a partir de então abriu vantagem, fechando o segundo round com o placar de 11 a 4 e o terceiro e último com 26 a 9.

"A gente chegou aqui com um objetivo. Eu falei para o Ferla (técnico da seleção brasileira de tae kwon do paralímpico) e a comissão que não sairia daqui sem medalha, independente da cor. A gente pegou a semifinal, seria uma das minhas lutas mais difíceis, que era contra a número 1 do mundo, a Lisa (Gjessing). Eu já tinha ganhado dela, então seria uma luta bem equilibrada, mas ela conseguiu se sobressair. Cabeça erguida, fui em busca do bronze e graças a Deus consegui", comentou Silvana ao SporTV após a conquista.

"Esse bronze não é só meu, mas do Brasil inteiro, de toda a minha comissão, comissão da seleção brasileira, da minha família, meus amigos. Se Deus quiser vou chegar no Brasil, comemorar esse bronze e depois continuar firme os treinamentos já visando as próximas competições", completou a lutadora brasileira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.