Sistema de venda de ingressos para Pequim entra em colapso

Em apenas uma hora, cerca de 8 milhões de chineses acessam o site de vendas atrás de entradas

Efe,

30 de outubro de 2007 | 10h24

Os mecanismos de reserva dos 1,85 milhão de ingressos para os Jogos Olímpicos de 2008, colocados à venda nesta terça-feira, sofreram um colapso diante da enorme demanda dos torcedores chineses que pretendem acompanhar o evento ao vivo. Em apenas uma hora de comercialização pela internet, o site responsável pelas vendas já tinha recebido 8 milhões de visitas, afirmou a agência estatal Xinhua. Os torcedores que enfrentaram longas filas em agências do Banco da China designadas para a venda de ingressos não conseguiram comprá-los porque o sistema sofreu um colapso. "Tínhamos testado o sistema várias vezes, mas o número de compradores superou as nossas expectativas", disse o diretor do departamento de assuntos olímpicos do Banco da China, Xu Chen. "Nosso sistema ficou lento", afirmou o responsável pelo setor de ingressos do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Pequim (Bocog), Rong Jun, que acrescentou que está fazendo o possível para reparar o problema e pediu paciência aos torcedores. No total, Pequim disponibilizará 7 milhões de ingressos para os Jogos Olímpicos de 2008, 75% deles reservados para os chineses, um número que parece ser insuficiente diante da grande demanda existente. Isso fez com que Pequim utilizasse um sorteio para distribuir os 1,6 milhão de ingressos que foram disponibilizados nos últimos meses.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.