Paulo Favero/ Estadão
Paulo Favero/ Estadão

Surfistas pintam unhas de verde amarelo e se inspiram nas medalhas do skate para brilhar em Tóquio

Gabriel Medina, Ítalo Ferreira e Silvana Lima estão nas quartas de final e são esperança de pódio para o Brasil na Olimpíada; competição acaba nesta terça-feira de madrugada no Brasil

Paulo Favero, enviado especial, O Estado de S.Paulo

26 de julho de 2021 | 06h54

TÓQUIO - Três brasileiros estão classificados para as quartas de final da competição de surfe nos Jogos de Tóquio. Em comum, todos colocaram as cores do País na unha, numa brincadeira que começou no local onde eles estão instalados. "Uma mulher brasileira que mora aqui e estava pintando a unha das meninas. Era perfeito e resolvi fazer para dar sorte. Aí eu e o Italo acabamos fazendo", comentou Gabriel Medina.

Ele fez a bandeira do Brasil em uma unha. Ítalo Ferreira pintou de verde outra e escreveu "Fé", na mão direita, e na esquerda escreveu uma frase em japonês. "É um palavrão, não posso falar o que significa", brincou, rindo bastante. Ambos avançaram para as quartas de final no masculino, assim como Silvana Lima no feminino. Já Tatiana Weston-Webb acabou sendo eliminada.

Segundo Ítalo, os atletas do País têm grandes chances de chegar ao pódio e no masculino ele vê uma boa disputa com Medina. "Nós temos grandes chances de fazer uma dobradinha no pódio. Pelo chaveamento a gente só se encontra numa possível final. Se isso ocorrer, seria histórico para o nosso esporte", disse.

Ele confessa que torceu muito para os representantes do skate. Kelvin Hoefler e Rayssa Leal ganharam a medalha de prata na competição de street. "A gente torceu muito para os outros atletas do Brasil. A Rayssa deu show, eu quase quebrei a mesa quando ela caiu na última manobra", contou.

Medina também festejou bastante e ele espera que isso sirva de inspiração para os surfistas do Brasil. "O skate fez um grande trabalho e estamos buscando ótimos resultados aqui também. É incrível fazer parte disso. Cresci torcendo por outros atletas, vibramos com as medalhas do skate e agora estou bem focado. Eu vim aqui para ganhar essa medalha", avisou.

A competição de surfe vai terminar nesta terça-feira, 27. Os organizadores anteciparam em um dia a final, por causa das condições do mar e da possível chegada de um tufão ao litoral. A próxima chamada está marcada para as 19h desta segunda-feira (horário de Brasília). Na segunda bateria do dia, Medina vai enfrentar Michel Bourez, da França. Na sequência, Italo pega o japonês Hiroto Ohhara. E Silvana Lima, na sétima bateria do dia, encara Carissa Moore, dos EUA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.