Tailândia prepara segurança para receber tocha olímpica

A Tailândia irá tomar as medidasnecessárias para garantir que o revezamento da tocha olímpicaem Bancoc ocorra de maneira segura e tranquila na próximasemana, afirmou neste sábado Noppadon Pattama, ministro doExterior, acrescentando que a política não tem lugar nosJogos. Jornais informaram que a embaixada chinesa solicitou aogoverno tailandês que aumente as medidas de segurança paradefender a passagem da tocha pelo país de possíveis protestosem favor do Tibet durante o revezamento em 19 de abril. "Um protesto pacífico pode ser feito de acordo com aConstituição", afirmou Noppadon em um comunicado. "As autoridades tailandesas tomarão as medidas necessáriaspara garantir que o revezamento da tocha olímpica seja feitotranquilamente na Tailândia. A Tailândia acredita que políticanão deveria ser ligada aos Jogos Olímpicos." Cerca de 100 ativistas são esperados para protestar aolongo da rota do revezamento, cada um deles carregando umcartaz com o nome de um dissidente tibetano preso durante acrise no mês passado, informou o jornal Nation. A tocha olímpica, que viaja sob o slogan "acenda a paixão,compartilhe o sonho", visitará 21 cidades pelo mundo e todas asprovíncias chinesas, incluindo o Tibet, antes de chegar àcerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 8 deagosto. Centenas de ativistas, raivosos com a intervenção da Chinano Tibet e com seus conhecidos casos de violação dos direitoshumanos, tentaram interromper a passagem da tocha por Londresna última semana. No mês passado, um pequeno grupo de ativistas pró-Tibettentou impedir que a tocha chegasse ao estádio Atenas, ondeseria entregue a oficiais chineses, mas eles não conseguiram eforam retirados rapidamente por policiais gregos. (Reportagem de Arada Therdthammakun)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.