Taiwan encerra polêmica sobre nome olímpico em Pequim 2008

Ilha, definida como território da China, ameaçou boicotar os Jogos caso não fosse inscrita como 'Taipé Chinês'

EFE

25 de julho de 2008 | 15h56

Taiwan parece ter recebido com agrado a iniciativa de Pequim de manter o nome olímpico da ilha como "Taipé Chinês", e não substituí-lo por "China Taipé". O porta-voz do Escritório Presidencial de Taiwan, Wang Yu-chi, disse em coletiva de imprensa que a "China mostrou boa vontade" com a publicação de uma nota na qual promete não alterar o nome. A aceitação chinesa, publicada pelo China News Service, sucede fortes protestos na ilha após a utilização corrente do nome "China Taipé" para designar a delegação olímpica taiwanesa entre funcionários chineses e a agência oficial de notícias Xinhua. Taiwan ameaçou boicotar os Jogos de Pequim se a China tratasse de "humilhar" a ilha com a mudança de nome, já que "China Taipé" indica uma subordinação política à República Popular da China. O nome em inglês de Taiwan, "Chinese Taipei", pode ser traduzido para o chinês tanto como "Zhongguo Taibei" (China Taipé) quanto como "Zhonghua Taibei" (Taipé Chinês). O atual Governo da ilha aceita que Taiwan faça parte do território chinês, mas se define como a República da China, que se refugiou em Taiwan após ser derrotada pelos comunistas, e nega que a ilha seja parte da República Popular da China. China e Taiwan estão separados desde 1949, quando o Governo Nacionalista Chinês se refugiou na ilha, depois de ser derrotado pelos comunistas no território continental. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.