Friso Gentsch| EFE
Friso Gentsch| EFE

Técnico alemão de canoagem slalom morre após acidente de carro no Rio

Stefan Henze sofreu ferimentos na cabeça em batida na última semana

Roberta Pennafort, Estadão Conteúdo

15 de agosto de 2016 | 17h12

Morreu nesta segunda-feira, 15, o técnico-assistente da seleção alemã de canoagem slalom Stefan Henze. Ele tinha 35 anos e estava internado desde sexta-feira no Hospital Miguel Couto, depois de sofrer um acidente de táxi na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. O anúncio foi feito pela Confederação Alemã Esportes Olímpicos (DOSB, na sigla em alemão), em nota oficial. 

"Estamos muito tristes", disse o presidente da DOSB, Alfons Hörmann. "Palavras não podem descrever o que estamos sentindo após esta perda terrível. O espírito olímpico de Stefan vai continuar vivendo em outras pessoas". O chefe da delegação alemã, Michael Vesper, reforçou: "Hoje o esporte ficou em segundo plano para nós. Nosso pensamentos estão com os entes queridos de Stefan, que vieram dizer adeus", disse, referindo-se aos pais e irmãos do técnico, no Rio para acompanhá-lo.

Henze estava no táxi com um médico da equipe alemã. Eles saíam de um bar, por volta das 4h30 da última sexta-feira, e voltavam para dormir na Vila. O acidente foi na Avenida das Américas, já na Barra: o táxi bateu violentamente num poste. Henze sofreu uma forte pancada na cabeça. O companheiro de delegação teve ferimentos leves. O taxista vai responder por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). Ele foi submetido a exame para detecção de álcool no sangue, que deu negativo.

O técnico foi levado para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra, e depois transferido para o Miguel Couto, no Leblon, onde já chegou em estado gravíssimo. Na unidade, passou por uma ressuscitação neurológica. Horas depois, foi submetido a uma cirurgia para aliviar a pressão intracraniana, na qual metade da calota foi retirada. Junto à equipe do hospital estava o médico-chefe da delegação alemã, Bernd Wolfarth.

Os atletas alemães farão uma homenagem a Henze amanhã, na Vila Olímpica, e a bandeira da Alemanha ficará hasteada em meio mastro, com a anuência do Comitê Olímpico Internacional. Henze é medalhista olímpico: conquistou a prata em Atenas em 2004 e posteriormente entrou para a equipe técnica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.