Técnico é diagnosticado com rara doença antes dos Jogos

Michael Lohberg, que já treinou Fernando Scherer, Fabíola Molina e Rogério Romero, não deve ir a Pequim

EFE,

26 de julho de 2008 | 13h18

O técnico de natação Michael Lohberg, que já trabalhou com diversos atletas brasileiros como Fernando Scherer, Fabíola Molina e Rogério Romero, foi diagnosticado com uma rara doença no sangue que poderia levá-lo à morte.Lohberg, que atualmente treina a veterana americana Dara Torres e outros sete atletas que estarão em Pequim, cancelou sua viagem a Cingapura de preparação para os Jogos Olímpicos e foi para o Instituto Nacional de Saúde, em Washington, onde será tratado.O treinador disse ao jornal The Miami Herald que sofre um tipo de anemia aplástica, considerada pelos especialistas como muito agressiva e rara, e que poderia levá-lo à morte em poucos dias.A anemia aplástica é uma desordem que faz com que a medula óssea deixe de produzir suficientes células novas de sangue. O tratamento para a doença pode incluir transfusões de sangue ou um transplante de medula óssea.Torres, de 41 anos, disse à imprensa local que está desolada com a notícia da doença do treinador, que estava ao seu lado nas vitórias durante o Pré-Olímpico dos Estados Unidos."Eu não consigo acreditar que isso está acontecendo. Para mim, esta é a nossa jornada, de Michael e minha. Ele acreditou em mim durante todo o tempo. Eu não posso descrever em palavras como me sinto agora", afirmou a veterana.Torres e os demais nadadores treinados por Lohberg seguirão o cronograma de preparação para os Jogos de Pequim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.