Tocha chega à Austrália sob forte esquema de segurança

Governo australiano duplica orçamento para colocar mais agentes da polícia nas ruas durante o revezamento

Efe,

22 de abril de 2008 | 22h22

A chama olímpica chegou à Camberra, nesta terça-feira, sob um forte esquema de segurança e foi recebida na base aérea de Fairbairn por autoridades australianas e representantes da comunidade aborígene local. Por segurança, como em todos os outros lugares por onde passou até o momento, a chama está em local protegido e não divulgado. Veja também: Ian Thorpe pede que tibetanos respeitem a chama olímpica O trajeto completo do revezamento da tocha pelo mundo  Busca por ingressos olímpicos aumenta apesar de protestosEm Sydney, um grupo de jovens foi preso em uma ponte próxima ao porto da cidade. Eles protestavam contra a China e tentavam colar cartazes com dizeres a favor do Tibete. A tocha, que veio da Indonésia, vai realizar na quinta-feira o seu revezamento pelas ruas de Canberra.O governo australiano teve que duplicar o orçamento previsto para elaborar o esquema de segurança do evento. Uma grande barreira de aço foi montada ao longo do trajeto de 16 quilômetros nas ruas de Canberra para impedir agressões contra os atletas. O esquema de proteção à tocha inclui entre 700 e mil agentes da polícia.Apesar de um protesto montado em frente à Embaixada da China na capital australiana, o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Jiang Yu, disse à rádio "ABC" que não espera problemas na Austrália, dado o amor do país pelo espírito olímpico. Yu afirmou que os manifestantes não entendem a situação real no Tibete.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008tocha olímpica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.