Tocha olímpica será recebida em Paris com protesto oficial

Prefeito da capital francesa diz que colocará uma grande faixa em sua sede para lembrar dos direitos no Tibete

Ansa

02 de abril de 2008 | 10h20

A tocha olímpica chinesa não passará em branco por Paris na próxima segunda-feira. A prefeitura da capital francesa, por iniciativa do próprio prefeito, Bertrand Delanoe, colocará uma grande faixa em sua fachada para reclamar o respeito aos direitos humanos no país-sede dos Jogos Olímpicos de 2008."Paris defende os direitos humanos em todos os lugares do mundo" será a frase cunhada na faixa oficial de Paris. O prefeito explicou que os valores da cidade são aqueles da "humanidade e dos direitos". "Saúdo todos os povos que têm o mesmo direito à dignidade, em particular ao povo tibetano", disse Delanoe.Além do corpo administrativo da cidade, o grupo Repórteres sem Fronteiras (RSF) da França também anunciou manifestações de protesto para o mesmo dia. "Cada volta que a tocha atravessar uma cidade, nós estaremos lá para não deixar que se esqueça a realidade do Tibete, para que não se esqueça a realidade da China", disse o secretário-geral da organização, Robert Menard.Às 12h35 (local) da próxima segunda-feira, a tocha olímpica deixará o primeiro andar da Torre Eiffel em direção ao Estádio Charletty, seguindo o itinerário apresentado durante uma coletiva de imprensa, onde mais uma vez lembrou-se a questão da violência e da repressão do governo militar chinês diante dos monges tibetanos.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008tocha olímpicaParisTibete

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.