Issei Kato/Reuters
Issei Kato/Reuters

Tóquio-2020 diz que não houve aumento do orçamento em relação ao previsto em 2018

Segundo Comitê Organizador, custos seguem em 1,3 trilhões de ienes, algo por volta de R$ 51,160 bilhões

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de dezembro de 2019 | 12h50

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio-2020 anunciou nesta sexta-feira que os gastos com as competições permaneceram o mesmo em relação ao orçamento divulgado em 2018. Segundo o órgão, os custos seguem em 1,3 trilhões de ienes, algo por volta de R$ 51,160 bilhões.

Essa estabilidade nos gastos, segundo o Comitê Organizador, foi mantida graças à grande venda de ingressos e a entrada de patrocinadores, que geraram R$ 1,218 bilhões extras para um fundo de contingência. O orçamento apresentado não contempla ainda os custos com a mudança da maratona para a cidade de Sapporo para minimizar o efeito do calor.

Entretanto, o Conselho Nacional de Auditoria do Japão diz que os gastos com os Jogos Olímpicos serão bem acima do que diz o Comitê Organizador. O órgão acrescentou R$ 38,4 bilhões no orçamento, considerando alterações para atletas paralímpicos, treinamento para voluntários e planos e propaganda para o turismo.

Meios de comunicação do Japão também fizeram os seus cálculos para os custos dos Jogos Olímpicos e neles o orçamento passa dos 3 trilhões de ienes, ou seja, R$ 113 trilhões. Em resposta, o Comitê Organizador diz que esses gastos não estão ligados diretamente ao evento esportivo.

Dos valores divulgados nesta sexta-feira, R$ 22,751 bilhões do orçamento são provenientes de dinheiro privado, que são os patrocinadores, venda de ingressos e marketing. Quando Tóquio foi escolhida em 2013 para sediar os Jogos de 2020, o Comitê Organizador havia prometido que o orçamento ficaria em volta de R$ 29,657 bilhões.

Os Jogos Olímpicos de 2020 serão realizados entre os dias 24 de julho e 9 de agosto. Um pouco depois, os Jogos Paralímpicos acontecerão de 25 de agosto a 6 de setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
Olimpíada 2020 Tóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.