Divulgação
Divulgação

Torben Grael indica e marinheiro de 75 anos irá levar tocha olímpica

Valmir das Neves trabalha em clube frequentado pelo medalhista

Lucca Rebelato, O Estado de S. Paulo

04 de setembro de 2015 | 17h07

Primeiro indicado para carregar a tocha olímpica dos Jogos de 2016, o velejador brasileiro Torben Grael escolheu o marinheiro Valmir das Neves, de 75 anos, para participar do revezamento que percorrerá o País em 2016. O escolhido trabalha no clube náutico Sailing, em Niterói, e tem contato com a família Grael desde que começou a trabalhar no local, aos 19 anos.

Torben, cinco vezes medalhista olímpico, conta que ia desde pequeno velejar no clube. "A gente virava com o barco, e ele tinha que nos buscar lá no mar, remando. Ele foi um grande incentivador da gente, a vida toda. Está sempre nos ajudando", afirma o velejador.

O atleta explica que, quando a organização do revezamento o escolheu para conduzir a tocha olímpica, pediu também uma indicação. "Queriam uma pessoa que se identificasse com os ideais de amizade, respeito e tudo que os Jogos Olímpicos representam. Então, eu pensei no nosso amigo Valmir", sintetiza.

O marinheiro, conhecido como Lodão, lembra que conheceu diversos parentes de Torben, também velejadores. "Só tenho que agradecer pela homenagem. Minha vida foi toda no clube. A família Grael sempre gostou de mim, desde o avô (Preben Schmidt)", revela Valmir das Neves.

O revezamento da tocha olímpica começa em maio de 2016 e irá percorrer mais de 300 cidades. Nos cem dias em que o símbolo dos Jogos será conduzido pelo País, mais de 12 mil pessoas participarão da ação. A tocha chegará ao Maracanã no dia 5 de agosto para acender a pira olímpica na cerimônia de abertura.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaRio-2016VelaTocha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.