Tatyana Zenkovich / EFE
Tatyana Zenkovich / EFE

Treinadora alemã é expulsa dos Jogos de Tóquio por agredir cavalo no pentatlo

Comitê Executivo da União Internacional do Pentatlo Moderno descobriu por vídeo que Kim Rainer bateu no cavalo Saint Boy, montado pela alemã Annika Schleu

Redação, Estadão Conteúdo

07 de agosto de 2021 | 10h48

A União Internacional do Pentatlo Moderno (UIPM, na sigla em francês) retirou neste sábado a treinadora alemã Kim Raisner do restante dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 por ela ter agredido um cavalo durante a competição feminina do pentatlo moderno. O Comitê Executivo da entidade descobriu por vídeo que Rainer bateu no cavalo Saint Boy, montado pela alemã Annika Schleu.

"Sua ação é considerada uma violação das regras de competição da UIPM aplicáveis a todas as competições reconhecidas pela organização, incluindo os Jogos Olímpicos", explicou a entidade em comunicado oficial divulgado neste sábado, último dia de competição no Japão.

Durante a final feminina na última sexta-feira, Schleu liderava a disputa antes da prova hípica de saltos, mas perdeu as chances de conquistar o ouro devido a uma refugada de Saint Boy. O cavalo se recusou a saltar e, em um momento em que se aproximou da cerca ao redor da pista, a treinadora o atingiu com o punho.

Sem conseguir completar a prova, Schleu não somou pontos para a classificação final do pentatlo moderno. O ouro ficou com a britânica Kate French, a prata foi para a lituana Laura Asadauskaite e o bronze ficou com a húngara Sarolta Kovacs. A brasileira Iêda Guimarães foi a 36.ª e última colocada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.