Três remadores russos pegam 2 anos de suspensão por doping

Equipe russa estava classificada aos Jogos Olímpicos de Pequim; Austrália fica com a vaga

Efe

17 de janeiro de 2008 | 16h41

A Federação Internacional de Remo (Fisa, em francês) anunciou, nesta quinta-feira, uma suspensão de dois anos a três russos por doping durante o Mundial de remo de Munique, na Alemanha, em julho de 2007. Alexander Litvinchev, Evgeny Luzyanin e Ivan Podshivalov foram acusados de realizar transfusões sanguíneas. A prática foi confirmada pela análise do DNA dos remadores. Segundo a Fisa, a suspensão terá caráter retroativo a partir de 27 de agosto de 2007.A investigação só começou após a localização do equipamento para a transfusão numa lata de lixo perto de um hotel onde a equipe estava concentrada. Os remadores punidos eram parte da tripulação do oito com, que chegou a se classificar aos Jogos de Pequim ao terminar em sétimo lugar na prova.Após a confirmação do positivo, a Fisa decidiu anular o resultado dos russos em Munique. Com isso, a Austrália sobe para o sétimo lugar e garante sua presença na China.Os outros cinco remadores que formavam a equipe russa terão uma última oportunidade de se classificar na última regata Pré-olímpica, cuja disputa será no mês de junho em Poznan, na Polônia.

Tudo o que sabemos sobre:
dopingPequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.