Três são presos suspeitos de atirar em carro da Força Nacional

Exército não confirma se detidos são responsáveis pelos disparos

Suellen Amorim, especial para O Estado, O Estado de S.Paulo

11 Agosto 2016 | 18h23

Três suspeitos foram presos na tarde desta quinta-feira, 11, em operação de busca aos suspeitos de disparar contra o carro da Força Nacional de Segurança (FSN) na tarde dessa quarta-feira, 10, e ferir dois agentes. De acordo com o Comando Militar Leste (CML) do Exército, ninguém se feriu na operação desta quinta-feira. O Exército não confirmou se os presos são os responsáveis pelos disparos contra um carro da Força Nacional, na tarde desta quarta-feira, 10. No incidente, o soldado-PM Hélio Andrade foi ferido gravemente na cabeça.

O Exército informou também que o patrulhamento foi reforçado na Linha Amarela, para a busca dos suspeitos de disparar contra o soldado Andrade. O militar, de Roraima, havia sido deslocado para trabalhar na FNS durante a Olimpíada. O soldado Andrade levou um tiro enquanto transitava por engano dentro da Vila do João, no Complexo da Maré, zona norte do Rio. Ele passou por cirurgia e segue internado no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, também zona Norte. O capitão Allen Marcos Ferreira levou um tiro de raspão no rosto e passa bem. O terceiro ocupante do carro, soldado do Piauí Rafael Pereira, não foi ferido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.